Há corridas para todos os gostos: Maratonas, Mini Maratonas, de estrada, na cidade e até à medida dos mais pequenos. O All About Portugal criou a agenda “obrigatória” para os atletas amadores e também profissionais – há 20 provas do continente ao Funchal, pelo que é só escolher, apontar no calendário e traçar o seu plano de treinos. Mesmo que correr não seja consigo, pode inscrever-se e fazer o percurso a passo, aproveitando algumas das paisagens, naturais e urbanas, mais emblemáticas do país. Partida, largada, venha daí!

Grande Prémio Fim da Europa em Sintra

Nada como começar o ano num dos locais mais bonitos do país. A corrida “Fim da Europa” atravessa a impressionante Serra de Sintra, tradicionalmente no último fim de semana de janeiro, e acaba no ponto mais ocidental da Europa continental, o Cabo da Roca. No total, o percurso chega quase aos 17 quilómetros.

Meia Maratona de Cascais

Cascais é o palco escolhido no fim de semana de Carnaval, com uma corrida que começa e termina na Baía de Cascais. A prova tem um percurso de cerca de 21 quilómetros, sendo que também há prova para as crianças, com distâncias adequadas a cada idade. Aproveitando a data, poderá entrar na “brincadeira” e participar mascarado!

Meia Maratona de Lisboa

Trata-se de uma das corridas mais notáveis do país, sobretudo porque atravessa a icónica, e normalmente apinhada de carros, Ponte 25 de Abril. De Almada até ao Mosteiro dos Jerónimos, já na margem lisboeta, correm-se 21 quilómetros, uma prova apenas ao alcance dos mais duros. Há ainda uma Mini Maratona de 7 quilómetros.

Corrida dos Sinos em Mafra

Antes de rumarmos a Norte, é tempo de parar em Mafra para a “Corrida dos Sinos”, de 15 quilómetros, ou para a “Prova dos Sininhos”, de 6, destinada a quem quiser caminhar. Desde os anos 80 que a corrida atravessa a localidade, tendo como ponto alto a passagem pelo Convento de Mafra, um dos grandes ícones da literatura portuguesa, por causa de "O Memorial do Convento" de José Saramago.

Meia Maratona do Douro Vinhateiro no Peso da Régua

Região muito conhecida pelo Vinho do Porto, é a paisagem perfeita em plena primavera. Além da popular meia maratona, há ainda uma prova inclusiva destinada a participantes em cadeira de rodas, e uma Mini Maratona de 6 quilómetros. O percurso é maioritariamente plano, atravessando a Estrada Nacional 222, considerada uma das mais bonitas do mundo.

Corrida de Santo António em Lisboa

Junho é um dos meses com mais corridas em Portugal. Uma das mais emblemáticas é a Corrida de Santo António, com partida e chegada ao Rossio, bem no centro da capital, e alusiva, como não podia deixar de ser, aos Santos Populares. Deixe-se envolver pelo cheiro a manjericos e a sardinhas e parta rumo ao Tejo, num percurso total de 10 quilómetros.

Corrida de São João em Vila Nova de Gaia

Os Santos Populares também se correm mais a norte, com a prova de São João, que embeleza o cais de Gaia, atravessando uma das vias nobres, com vista privilegiada para o Douro e para o Porto. Há uma corrida de 15 quilómetros e uma caminhada de 7, para quem preferir a versão passeio. De qualquer forma, aproveite a proximidade do rio para se refrescar no final.

Corrida das Fogueiras em Peniche

Todos os caminhos vão dar a Peniche no último sábado de junho. A “Corrida das Fogueiras” é um dos percursos noturnos mais populares, numa distância total de 15 quilómetros. Pode ainda optar pela prova de 5 quilómetros, denominada “Corrida das Fogueirinhas”. A corrida faz-se junto ao mar, com fogueiras a iluminar o caminho – daí o nome – e uma sardinhada no final.

Marginal à Noite em Oeiras

A noite da Avenida Marginal, que liga Cascais a Lisboa, ganha um novo brilho uma vez por ano, com a já rotineira corrida de 8 quilómetros. Atendendo à altura em que tem lugar, deverá proporcionar-lhe uma vista de luxo para as localidades envolventes, já iluminadas, e para o Tejo. O ponto de partida é o mesmo da chegada, a Praia de Santo Amaro.

Corrida da Linha em Cascais

O calor do verão não convida a esforços físicos, mas pode aproveitar a entrada em setembro para voltar ao ritmo com a Corrida da Linha, em Cascais. Mas isso não quer dizer que se tenha de despedir já da praia. Muito procurada em períodos de bom tempo, a Linha de Cascais é o palco perfeito para correr 10 quilómetros ou caminhar metade, ao lado das praias que marcam a paisagem.

Corrida do Tejo em Oeiras

Em sentido inverso, a Corrida do Tejo parte de Algés rumo a Oeiras, mais concretamente ao Forte de São Julião da Barra. Trata-se um percurso de estrada, acompanhando o rio até à conhecia linha de praias da Grande Lisboa. Mais uma vez, a Estrada Marginal é protagonista ao longo de 10 quilómetros, sendo possível a inscrição individual ou como equipa.

Maratona de Lisboa

A Grande Lisboa volta a chamar a si as atenções. Depois de corridas mais curtas, chega a vez de Cascais e a capital se ligarem finalmente, pela Maratona de Lisboa, que cruza a linha de praias e termina, paralelamente ao Rio Tejo, no Terreiro do Paço. Se 42 quilómetros é um desafio demasiado ambicioso, pode inscrever-se na Meia Maratona ou na Mini, que partem da Ponte Vasco da Gama.

Maratona do Porto

Regressados ao Norte, há corridas para todos os gostos. Além da prova-mãe, a Maratona do Porto integra uma “Family Race”, de 15 quilómetros, e uma “Fun Race”, de 6. Para quem não quer correr mas gosta de fotografia, a organização tem promovido uma competição fotográfica, que visa premiar os melhores “flashes” da Maratona. As passagens junto ao Douro vão, certamente, proporcionar registos incríveis.

20 Kms de Almeirim

Corre-se desde 1986, e conseguiu tornar-se uma das corridas de marca da região, ao longo dos anos. Esta atravessa alguns dos “ex libris” da localidade, culminando com a tradicional sopa da pedra na meta. No verão, a mesma Associação organiza uma “Color Run” e a curiosa “Tomatada”, onde terá de correr se quiser escapar aos tomates que são atirados.

Meia Maratona da Nazaré

A primeira Meia Maratona em Portugal correu-se em 1975 e, nos anos 80, a prova consolidou cada vez mais a posição de prova rainha. Os tempos são outros, mas a Marginal da Nazaré continua a ser palco desta competição pioneira no mês de novembro. Para quem não se aventurar na corrida principal, há uma mais curta, de 10 quilómetros, e uma caminhada de 6.

Grande Prémio de Natal em Lisboa

Entre no espírito natalício logo no início de dezembro e participe no Grande Prémio de Natal, uma das corridas portuguesas com mais história. A partida é em Benfica e a meta fica nos Restauradores, bem no centro de Lisboa, tratando-se de um percurso de 10 quilómetros. Também poderá participar nas corridas de 1, 2 e 4 quilómetros, bem como nas provas de marcha, sendo a premiada de 5 quilómetros.

São Silvestre de Lisboa

Nos últimos dias do ano, e depois dos exageros alimentares próprios da época de festas, as corridas de São Silvestre são uma boa forma de queimar calorias. Com início e fim na Praça dos Restauradores, a prova compreende uma distância de 10 quilómetros, com retorno perto de Belém. As crianças podem participar na “São Silvestre da Pequenada”, com distâncias adequadas à idade.

São Silvestre do Porto

A São Silvestre também se corre mais a Norte, desde a Avenida dos Aliados. O percurso inclui passagens por pontos nobres do Porto, bem iluminados em altura de festas, como a Rotunda da Boavista, a Estação de São Bento ou a Praça da República. Além da prova principal de 10 quilómetros, pode trocar a velocidade pelo passeio e inscrever-se na caminhada de 5 quilómetros.

São Silvestre do Funchal

Uma das corridas com mais tradição nas ilhas, a São Silvestre do Funchal, na Madeira, alia o desporto a um ambiente de festa bem caraterístico. Há percursos e ritmos diferentes e para todos os gostos, podendo simplesmente caminhar e aproveitar a iluminação natalícia. A corrida tem uma distância de 5,850 metros, com percursos mais curtos para os mais pequenos.

São Silvestre da Amadora

Tradicionalmente, no último dia do ano, a São Silvestre da Amadora proporciona uma despedida diferente do “ano velho”. Com saída e chegada junto ao Metro de Amadora-Este, a prova tem um percurso de 10 quilómetros, enquanto a corrida das crianças está dividida por escalões, sendo no máximo de 1 quilómetro. Trata-se da corrida São Silvestre mais antiga do país.