Explore the best places

Pão de Ló

  • lazer

Arcos de Valdevez
4970, Arcos de Valdevez

Arcos de Valdevez

O Pão de ló é um bolo com grande tradição no Minho, sendo saboreado em todas as festas e celebrações religiosas, como a Páscoa e o Natal. Manda a tradição que o bolo seja cozido num forno de lenha em formas de barro não vidrado (duas tigelas iguais e uma muito mais pequena, que se coloca no centro, virada ao contrário).

Folar de Páscoa

  • lazer

Alcaria
8550, Monchique

Monchique

A Páscoa não é a mesma sem o tradicional Folar. Confecionado um pouco por todo o país, o folar algarvio tem a particularidade de ser condimentado com erva-doce, que lhe confere um sabor característico.

Ensopado de Borrego

  • lazer

Reguengos de Monsaraz
7200, Reguengos de Monsaraz

Reguengos de Monsaraz

A carne de borrego, muito tenra e suculenta, é uma das carnes mais produzidas em terras alentejanas. É criado nas explorações pecuárias desta região com características edafoclimáticas mediterrânicas, com Verões muito quentes e secos. O ensopado é o mais popular prato confecionado com esta carne, não só pelo modo característico de cozinhar como também por ser acompanhado com pão cortado em fatias finas.

Cabrito Assado no Forno

  • lazer

Guarda
6300, Guarda

Guarda

O cabrito assado é por toda a Beira Interior um prato com grande tradição. A carne tem aliás o uso da Identificação Geográfica Protegida (IGP) que obriga que seja produzida de acordo com regras obedecendo a padrões de elevada qualidade. A carne apresenta uma cor rosa-pálida, tenra e com gosto suave a aleitado, uma vez que são quase exclusivamente alimentados de leite materno.

Folar de Chaves

  • lazer

Chaves
5400, Chaves

Chaves

O Folar de Chaves é tradicionalmente o pão da Páscoa, confecionado na base de água, sal, ovos e farinha de trigo. A forma, o conteúdo e a própria confeção varia de região para região. Em Chaves, na região de Trás-os-Montes, é recheado com carne de porco e de vitela, presunto, salpicão, linguiça, entre outros ingredientes possíveis.

Maranhos

  • lazer

Sertã
6100, Sertã

Sertã

Os maranhos ou molhinhos, como são conhecidos na Sertã, são uma especialidade gastronómica da região da Beira Baixa, cujo ingrediente principal é o bucho de carneiro, recheado com carne e arroz condimentado com hortelã.

Alheiras de Mirandela

  • lazer

Mirandela
5370, Mirandela

Mirandela

Narra a história que as alheiras terão sido inventadas pelos judeus como artimanha para escapar às Inquisição. Impedidos pela religião de comer carne de porco, e perseguidos pelo facto de não fazerem nem fumarem os habituais enchidos de porco, substituíram a carne de porco por uma imensa variedade de carnes, que incluíam vitela, coelho, peru e pato. A tradição perdurou no tempo e chegou aos nossos dias. Apresenta o formato de ferradura, cilíndrico, constituído por uma pasta fina na qual se vislumbram pedaços de carne desfiados. Atualmente são uma das iguarias mais afamadas de Trás-os-Montes, mas as mais conhecidas encontram-se …

João Padeiro - O Rei do Folar de Chaves

  • lazer

Largo do Postigo, 9
5400-459, Chaves

Chaves

Ponto de passagem obrigatório para quem pretende provar o melhor da pastelaria flaviense, desde os famosos folares de Chaves até aos característicos pastéis de carne, confecionados com as melhores carnes da região.

Planetário Calouste Gulbenkian

  • lazer

Praça do Império
1400-206, Lisboa

Lisboa

Espaço instalado no mesmo edifício do Museu da Marinha, sob uma cúpula com 23 metros de diâmetro, onde os visitantes são convidados a observar o universo e as constelações de estrelas, bem como a assistir a sessões de divulgação científica. São também organizadas sessões especiais para crianças.

Pastéis de Belém

  • lazer

Lisboa
1400, Lisboa

Lisboa

Encontram-se hoje por toda a parte, mas nasceram em Belém. Há sempre um bom pretexto para saborear estes pastéis. Ao pequeno-almoço ou simplesmente numa pausa, estes pastéis de nata, polvilhados com açúcar em pó e canela, são o ex-líbris da cidade lisboeta. Ponto turístico obrigatório, a "Fábrica dos Pastéis de Belém" aproveita a proximidade do imponente Mosteiro dos Jerónimos e da Torre de Belém para divulgar este doce, confecionado desde 1837. A receita original, exclusivamente conhecida pelos mestres pasteleiros que os fabricam artesanalmente na "Oficina do Segredo", mantém-se igual até hoje.

< 1 2 3 4 5 ... 878 879 880 >