Os melhores locais para visitar

Monumentos em Montalegre

Igreja de Nossa Senhora da Assunção

  • património

EN308
5470-091, Montalegre

Montalegre

Nossa Senhora da Assunção é a denominação dada a Maria, mãe de Jesus em alusão a sua assunção aos céus. A festa da Assunção de Maria é comemorada dia 15 de Agosto, na aldeia de Covelães. Também é conhecida como Nossa Senhora da Glória ou Nossa Senhora da Guia. Esta é a padroeira da aldeia.

Igreja e Ruínas do Mosteiro de Santa Maria de Pitões das Júnias

  • património

Pitões das Junias
5470-370, Pitões das Junias

Montalegre

Mosteiro cisterciense que remonta, provavelmente, à década de 40 do século XII, conservando importantes vestígios românticos, nomeadamente na nave longitudinal da igreja e góticos ao nível da capela-mor. Localiza-se na margem direita da ribeira de Campesinho, no ponto onde o planalto da Mourela se encontra com a serra do Geres. No interior da igreja identifica-se um Retábulo-mor de estilo barroco. Entre o claustro e o cemitério, destaca-se a igreja, de planta rectangular e com uma capela-mor, esta a uma cota inferior e mais estreita. Na fachada principal existe um campanário de dupla ventana, ladeado por dois pináculos e encimado por …

Igreja Matriz de Vilar de Perdizes

  • património

Rua da Lage
5470, Montalegre

Montalegre

Também conhecida como Igreja de São Miguel, esta igreja é de construção prévia ao século XI. Associada ao conhecido Padre Lourenço Fontes, encerra alguns segredos no seu interior, como um alçapão onde se esconde uma estela em pedra representando o que se pensa ser o deus Larouco.

Igreja Velha de Salto

  • património

Salto
5470-430, Salto

Montalegre

Quem entra em Salto e segue até à zona central da vila, não fica indiferente à imponente imagem eclesial situada no topo da Rua Padre Manuel José Jorge, em paralelo granítico. Trata-se da antiga igreja matriz de salto, talvez o principal ícone desta vila. É um edifício de traça romântica, que foi sofrendo algumas remodelações estruturais ao longo do tempo. Nas paredes Norte e Sul da nave é possível ver troços da perfeição com que pedras foram sobrepostas na construção do edifício. Deslocados para a traseira da igreja, alinhados na bordadura do adro ajardinado e bem tratado, observam-se quatro arcas …

Ponte da Misarela

  • património

Sidrós
5470-127, Ferral

Montalegre

Ponte de origem medieval localizada sobre o rio Rabagão, fazendo ligação entre as freguesias de Ferral e Ruivães. Os locais chamam-lhe “Ponte do Inferno” ou ainda “Ponte do Diabo”, devido à sua fisionomia especial conferida pelo relevo íngreme. Acredita-se que terá servido para as tropas do General Soult, a 17 de Maio de 1809, fugirem da perseguição das tropas anglo-lusas de Wellesley e debandarem do território nacional. Trata-se de uma sólida construção em granito que se ergue voluptuosamente a cerca de quinze metros, sobre uma garganta estreita do rio Rabagão.

Castelo de Montalegre

  • património

Terreiro do Açougue
5470-250, Montalegre

Montalegre

O castelo de Montalegre representa um importante ponto de defesa fronteiriço medieval e assegurava, juntamente com os castelos da Piconha e de Chaves, as defesas dos vales do Cávado e do Tâmega. Em 1273, ano da concessão do primeiro foral a Montalegre por Dom Afonso III, o castelo ainda não existia, mas em 1281, pelo menos uma parte dele já se erguia em Montalegre, segundo uma carta de D. Dinis a D. Isabel. Na carta o rei oferecia doze castelos, entre os quais o de Montalegre. Em 1289-1331, no reinado de D. Afonso IV, o castelo é reedificado. Já no …

Sepulturas Antropomórficas de Vilar de Perdizes

  • património

Vilar de Perdizes
5470-460, Vilar de Perdizes

Montalegre

Sepultura antropomórfica escavada num afloramento granítico, onde se visualizam alguns indícios de outras, localizadas no caminho que ladeia a igreja. Apresenta 1,82 metros de comprimento por 0,20 metros de largura de cabeça, notando-se na cabeceira um pequeno rasgo, na horizontal, que poderá ter servido para encaixe da tampa. O facto de o local servir como caminho público faz com que o estado de conservação destas sepulturas se degrade ainda mais.

Ara Romana a Larouco

  • património

Vilar de Perdizes
5470-461, Vilar de Perdizes

Montalegre

Ara romana encontrada em outubro de 1969, aquando da abertura da estrada 508, em pleno eixo da via. Dedicada ao Deus Larouco, é em quase tudo idêntica à ara dedicada a Júpiter, ambas encontradas no mesmo local e nas mesmas circunstâncias. Encontrava-se soterrada, a cerca de 1,5 metros de profundidade, no mesmo local onde foram encontrados vários fragmentos de “tegullae”. Junto às duas aras foi ainda encontrada uma pia circular, com orifício na parte inferior. Atualmente, encontra-se no armazém da Câmara Municipal de Montalegre.

Povoado de Soutelo

  • património

Gralhas
5470-160, Gralhas

Montalegre

Castro localizado entre Solveira, Santo André e Gralhas, na parte final do Regato do Campo, a cerca de 900 metros de altitude. Nas costas do castro, do lado Oeste e numa extensa área, existem diversas concentrações de pedra provenientes de derrubes de estruturas, alinhamentos de muros bem definidos e inúmeros fragmentos cerâmicos de tipologia romana. Apesar de todos estes vestígios se encontrarem escondidos pela densa vegetação, é clara a existência deste importante povoado, onde não faltou inclusive o espaço para os mortos. Identificam-se pelo menos três sepulturas escavadas no afloramento rochoso, sem formato antropomórfico. Junto à corta mineira existe uma …

Edifício da Câmara Municipal de Montalegre

  • património

Praça do Município
5470-210, Montalegre

Montalegre

Edifício datado do início do século XIX, sendo depois remodelado nos finais da década de 70. Sofreu, nesta altura, alterações profundas na sua estrutura, destacando-se o avanço da fachada com cobertura e a varanda que se abre sobre o terreiro do toural. Aqui funcionaram várias instituições sociais, como as finanças, a tesouraria da fazenda pública, os escritórios do Parque Nacional da Peneda-Gerês e os Correios. Em frente a este edifício encontra-se o “carvalho da forca”, local onde foram tragicamente castigados criminosos, até 1844.

1 2 3 ... 23 24 25 >