Explore the best places

Judiaria da Covilhã

  • património

Rua das Flores
6200-096, Covilhã

Covilhã

A comunidade judaica da Covilhã foi, entre o século XII e inícios do século XX, uma das mais fortes de Portugal. Muitos são os vestígios que restam dessa época, nomeadamente a nível arquitetónico na zona da antiga Judiaria, no centro histórico. Chegaram a haver dois núcleos hebraicos, que se caracterizam por vias estreitas, sem ordenamento e espaços públicos reduzidos. Há uma janela Manuelina dessa época que se encontra na parte de trás do município.

Museu de Arte Sacra

  • património

Avenida Frei Heitor Pinto, 9
6200-176, Covilhã

Covilhã

Encontra-se junto ao Jardim Público num edifício projetado pelo arquiteto Raul Lino e apresenta mais de um milhar de peças que já não se encontram ao culto. Inclui obras de pintura, ourivesaria, escultura, paramentaria ou metais. Entre o seu vasto espólio, há peças de destaque como o Relicário do Santo Lenho, a imagem de Cristo Deposto ou o Menino Jesus da Cartolinha. Para além das salas de exposição permanente, tem uma sala de exposições temporárias e um jardim interior.

Elevador de Santo André

  • património

Escadas de Santo André, 50
6200-055, Covilhã

Covilhã

Dotado com uma cabine panorâmica e de utilização gratuita, é um ótimo meio que facilita a ligação pedonal entre a Rua Marquês d'Ávila e Bolama e a Rua António Augusto de Aguiar. Junto ao elevador há uma longa escadaria que parece acentuar ainda mais o desnível. O Plano de Mobilidade Pedonal desta cidade, fértil em declives acentuados, contempla outros dois elevadores, um deles bem próximo deste, e um funicular.

Centro Interpretativo da Cereja

  • património

R. da Estalagem, 31
6200-571, Ferro

Covilhã

A cereja da Cova da Beira está em destaque neste projeto que pretende demonstrar o processo produtivo daquele fruto apreciado por muitos.

Museu do Queijo

  • património

Rua dos Casaínhos
6200-591, Covilhã

Covilhã

Aberto desde 2011 na freguesia de Peraboa, permite aos visitantes conhecerem o processo de fabrico do afamado Queijo Serra da Estrela, um dos “ex-libris” desta região. Através de um percurso enriquecido com projeções em 2D e 3D, o visitante descobre tudo o que envolve a produção do queijo da Serra, desde o modo como era feito antigamente até à modernidade. No final, e como convém, há uma prova de queijo.

Ponte sobre a Ribeira da Carpinteira

  • património

Rua Marquês de Ávila e Bolama
6200-053, Covilhã

Covilhã

Concebida a 52 metros de altura e com 220 metros de extensão, visa facilitar a mobilidade e reduzir o trajeto entre o Bairro dos Penedos Altos e o centro da cidade. Esta obra do arquiteto Carrilho Graça, inaugurada em 2009, merece ser devidamente apreciada, tendo já recebido várias distinções a nível mundial. Apresenta um design em ziguezague e o enquadramento paisagístico é assinalável.

Igreja de Santa Maria Maior

  • património

Rua Senhor da Paciência
6200-158, Covilhã

Covilhã

Situada na zona histórica da cidade, está revestida por azulejos brancos e azuis que pretendem retratar a vida da Virgem Maria. Trata-se de uma igreja revivalista Neobarroca de planta longitudinal, composta por uma nave, uma capela-mor mais estreita e baixa, uma capela lateral, um batistério e uma torre sineira. Foi construída em 1886 no local onde existia a antiga Igreja de Santa Maria do Castelo. No interior, destaque para os retábulos de talha dourada Neorrococós e Neoclássicos.

Muralhas da Cidade da Covilhã

  • património

Rua do Norte
6200-153, Covilhã

Covilhã

São o que restam de um antigo castelo de fundação romana, construído num local sobranceiro da cidade. Da primitiva fortaleza medieval apenas subsistem alguns panos de muralha, alguns integrados noutras construções e nem sempre visíveis. No cimo das muralhas encontra-se o Miradouro das Portas do Sol, que oferece uma deslumbrante panorâmica sobre a região e onde é possível apreciar uma obra de arte urbana.

Museu de Lanifícios da Universidade da Beira Interior

  • património

Rua Marquês D'Ávila e Bolama
6200-001, Covilhã

Covilhã

Este museu, integrado na Universidade da Beira Interior, pretende salvaguardar e conservar o extenso património da indústria têxtil do concelho da Covilhã. Visa igualmente a investigação e divulgação da tecnologia ligadas à industrialização dos lanifícios. Está dividido em três núcleos: o da Real Fábrica Veiga/Centro de Interpretação dos Lanifícios, e atual sede do Museu desde 2004, o da Real Fábrica de Panos e o das Râmolas de Sol.

Forte de São Francisco

  • património

Rua do Terreiro da Cavalaria
5400-435, Chaves

Chaves

Antigo convento cercado por muralhas, transformado em fortificação em 1658. Forte maneirista e tardo-barroco, composto por planta em estrela regular, com quatro baluartes pentagonais destacados nos ângulos por um retângulo. A sua planta é semelhante ao forte vizinho de São Neutel, ambos edificados durante as Guerras da Restauração. Atualmente, situa-se aqui um hotel, um restaurante e um bar.

1 2 3 ... 3284 3285 3286 >