Alenquer

Alenquer é o terceiro maior concelho do distrito de Lisboa, estando enquadrado pela Serra de Montejunto, a norte, e pelas cumeadas de Monte Redondo e da Serra de Ota, a sul. O seu nome vem de “Alen Ker”, que significa “A vontade de Alão”, remetendo para o cão alano, uma raça de cães de caça e de combate, ainda hoje presente no brasão da vila. A sua localização privilegiada fez com que fosse cobiçada por invasores desde tempos remotos, chegando até nós não só vestígios arqueológicos, mas também lendas e tradições variadas. Entre o Carregado e Cadafais, por exemplo, podemos encontrar alguns fósseis de animais pré-históricos. O castelo da vila conta-nos também um pouco da história da vila: construído pelos alanos, foi remodelado pelos árabes e, mais tarde, reconstruído por Dom Afonso Henriques. Recebeu foral em 1212 pela mão da infanta Dona Sancha, filha de Dom Sancho I. Um dos ilustres filhos da terra é Damião de Góis, um historiador português que marcou profundamente o renascimento em Portugal. O seu túmulo, classificado como Monumento Nacional, pode ser visitado na capela da Igreja de São Pedro, em Alenquer. Para acompanhar os seus conhecidos vinhos, em Alenquer poderá encontrar delícias gastronómicas à altura, como o bacalhau à Adega, o sarrabulho, a broa de mel e as argolas.

Best Of Alenquer

Castelo de Alenquer

Alenquer

Castelo de planta retangular, com dois ângulos constituídos por torres. Foi mandado construir por Dom Dinis no século XIII. Numa das portas de entrada encontra-se a coroa real e o brasão de Dom Manuel. Atualmente, restam apenas panos de muralha, alguns dos quais integrados em construções, a Porta da Conceição e a Torre da Couraça.

Convento de São Francisco

Alenquer

Primeiro convento franciscano fundado em Portugal, em 1222 por ordem de Dona Sancha, filha de Dom Sancho I. Embora profundamente danificado pelo terramoto de 1755, subsistem alguns elementos de épocas anteriores. No claustro quinhentista, mantém-se o portal manuelino, bastante ornamentado, que dá acesso à Casa do Capítulo.

Mata do Areal

Alenquer

Mata de grandes dimensões, onde poderá encontrar um circuito de manutenção com dois percursos e vários aparelhos de manutenção, e ainda uma agradável zona de piqueniques. Possui várias mesas e bancos para piqueniques, numa zona com muita sombra.

Túmulo de Damião de Góis

Alenquer

Monumento sepulcral onde jaz Damião de Góis, um historiador português que se distinguiu no renascimento em Portugal, localizada na capela do lado da Epístola da Igreja de São Pedro. De linhas sóbrias, destaca-se uma moldura com descrição latina.

Museu Municipal Hipólito Cabaço

Alenquer

Espaço que possui uma exposição permanente de Arqueologia e História (do Paleolítico à Época Medieval), coleção reunida pelo arqueólogo Hipólito Cabaço (1885-1970). Contando com cerca de 15000 objetos, encontra-se aberto ao público desde 1975 tendo vindo a aumentar, desde então, ...

Casa Museu Palmira Bastos

Alenquer

Museu instalado na casa onde nasceu a artista Palmira Bastos, onde poderá observar uma vasta coleção de fotografias e utensílios de uso pessoal da artista, cedidos pela família e pelo Teatro Nacional Dona Maria II.

Quinta do Covanco

Alenquer

A Quinta do Covanco, quinta centenária do histórico concelho de Alenquer, caracteriza-se por um estilo arquitetónico rural, derivado das atividades agrícolas desenvolvidas no passado, nomeadamente o cultivo da vinha. Na região do Oeste, região de extensos vinhedos e colinas coroadas ...

Campera Karting

Alenquer

Pista de karting com 815 metros de perímetro e sete metros de largura, localizada no Campera Outlet Shopping. Dispõe ainda de uma pista infantil com carros elétricos.

Paisagem Protegida da Serra de Montejunto

Alenquer

A Serra de Montejunto foi classificada como Área de Paisagem Protegida em 1999 e Sítio da Rede Natura em 2000. Tem uma extensão de quinze quilómetros e sete quilómetros de largura, ao longo da qual poderá apreciar paisagens de grande ...

ver mais