Valpaços

Inserido na fronteira entre a Terra Fria e a Terra Quente Transmontana, o topónimo de Valpaços aparece referido em documentos do século XII, embora estas terras já fossem calcorreadas por povos ancestrais que ali deixaram marcas da sua cultura. O Santuário Rupestre de Algeriz e os castros de Ribas, Vilarandelo e Lama de Ouriço atestam esta presença e merecem uma visita. A via romana que ligava Braga a Astorga atravessa este concelho, cujos marcos miliários ainda se podem observar bem conservados. Para além destes, subsistem outros vestígios romanos por todo o concelho, em especial na povoação de Possacos e as várias pontes, das quais se destaca a do Arquinho, com os seus 7,5 metros de largura. Com o passar do tempo foram-se erguendo solares, casas nobres, igrejas e capelas, com destaque para a Igreja Matriz de Valpaços e a de Possacos, o Solar do Arco ou as fontes de mergulho de Algeriz. O concelho modernizou-se, mas as gentes não deixaram de aproveitar as tradições criadas ao longo do tempo e a fertilidade da terra, insistindo na produção da castanha, azeitona, cereja e uva, cuja excelência se espelha na gastronomia, nos reconhecidos vinhos das Caves de Valpaços e nas três principais feiras da região: a Feira do Folar, a Feira da Castanha e a Feira do Fumeiro, que atraem grandes multidões. Estas não perdem a oportunidade de degustar os pratos tradicionais da região que, baseados nos melhores dos seus produtos, exibem iguarias como o famoso folar, os enchidos e os presuntos, o cozido de caça e receitas à base de castanha, como a sopa, o bolo ou a mousse. O artesanato também procura perpetuar as tradições da tecelagem, dos trabalhos em renda, da latoaria e da confeção do soco. De referir a romaria no Santuário de Nossa Senhora da Saúde de Valpaços, que toma lugar todos os anos em setembro, baseada num lendário voto popular e muito conhecida em toda a região. A vida do concelho decorre calma e virada para o futuro, apostando na modernização e na captação de indústria, turismo e eventos culturais, contando para isso com várias infraestruturas, enquanto a natureza, as tradições e a qualidade de vida se conservam intactas pelo zelo das suas gentes.

Onde Comer em Valpaços

Onde dormir em Valpaços

Quinta D'Alagoa
Quinta D'Alagoa

O valor histórico-cultural da quinta, como exemplar de arquitetura popular rural, manifesta-se em todo o espaço como testemunho vivo de uma organização típica …

Hotel Cândido
Hotel Cândido

Situado em pleno centro da cidade de Valpaços, perto da igreja matriz, o hotel Cândido dispõe de 11 quartos acolhedores.

O que fazer em Valpaços

Sabrosa

Sabrosa


Sabrosa é um concelho que faz fronteira com o rio Douro, inserindo-se na região demarcada do Vinho do Porto. Não admira, portanto, que as paisagens s…

Murça

Murça


Murça encontra-se na transição das regiões Transmontana e Duriense, com uma paisagem amena de vinhedos e olival a Sul e os montes graníticos a Norte.…

Boticas

Boticas


O concelho de Boticas insere-se na região do Barroso, unidade paisagística e natural caracterizada por uma topografia peculiar, entre altas montanhas…

Chaves

Chaves


Chaves - ou Aquae Flaviae, como era conhecida pelos romanos - é uma pequena e acolhedora cidade situada no coração de Trás-os-Montes, a cerca de 324 …