Ponta do Sol

O concelho de Ponta do Sol, com sede na cidade do mesmo nome, localiza-se a 18 quilómetros do Funchal, na costa sul da Ilha da Madeira. Conta-se que o nome lhe foi dado, em 1420, por João Gonçalves Zarco quando este, em viagem de reconhecimento da costa da ilha, atingiu uma ponta que entrava mar adentro e da qual se avistava uma rocha tão polida pelas ondas que parecia refletir os raios de sol. Graças ao seu porto e à fertilidade das suas terras, a localidade progrediu tão rapidamente que, antes de 1486, já a população tinha a sua igreja, atribuindo-se a construção a Rodrigo Enes, um dos primeiros colonos da Ponta do Sol. Por alvará de D. Manuel datado de 2 de dezembro de 1501, a povoação é elevada à categoria de vila e concelho municipal, fruto do grande desenvolvimento económico proveniente da intensa atividade açucareira e da cultura de cereais. A extensão do concelho viria a reduzir-se ao longo dos anos, com a criação da vila da Calheta em 1511 e, mais tarde, com a criação do novo concelho da Ribeira Brava em 1914, contando atualmente com três freguesias: Canhas, Madalena do Mar e Ponta do Sol. Hoje, o concelho Ponta do Sol continua a viver da agricultura (cana-de-açúcar, horticultura, floricultura e banana) e também do turismo, potenciado pelo rico património, pelas belezas naturais, pelo clima subtropical e pelas excelentes condições balneares, o que permite aos habitantes manter um ritmo de vida sereno numa combinação de contemporaneidade e heranças históricas e culturais. Na gastronomia, não deixe de provar a espetada em espeto de louro, a caldeirada de peixe, ou os bifes de atum e, no âmbito do artesanato, atente nas tapeçaria de retalhos, nas telas, no bordado Madeira, na tanoaria e nas obras de vime.

Best Of Ponta do Sol

ver mais