Mora

Mora é um pequeno concelho do distrito de Évora formado por apenas quatro freguesias. O seu nome surgiu em 1923. O seu passado é longo e remonta à pré-história, conforme asseguram alguns dos monumentos megalíticos que ainda podem ser admirados no concelho. Até 1176, a jurisdição de Mora pertencia a Coruche, altura em que D. Afonso Henriques doou o castelo de Coruche aos denominados Freires de Évora. Em 1212 foi feita nova doação, agora por D. Afonso II, à Ordem de Avis, que foi povoando o território do qual Mora fazia parte. Durante a Idade Média e a Idade Moderna, todas as freguesias obtiveram foral. Enquanto os caminhos-de-ferro passaram pelo concelho e o mantiveram ligado ao resto do país, várias indústrias se desenvolveram. Após o encerramento da linha, em 1895, o ritmo da atividade industrial abrandou. Atualmente, Mora tem diversos atrativos, quer ao nível do património edificado, quer no que respeita ao património natural e paisagístico. A agricultura, o comércio e os serviços continuam a ser as atividades primordiais da população. Os produtos artesanais são conhecidos e assíduos em feiras de artesanato: a olaria, os sapatos de ceifeira, os cestos e as botas de pastor são alguns exemplos. A gastronomia é ancestralmente respeitada. As carnes de porco preto, as açordas, as migas e, nos doces, a sericaia, as farófias, o pão-de-rala e doçaria conventual são alguns dos sabores mais expressivos da região.

Best Of Mora

Fluviário de Mora

Mora

Inaugurado no simbólico dia de 21 de março (2007), o Fluviário de Mora tornou-se no primeiro grande aquário de água doce da Europa. A sua construção foi criteriosamente pensada para uma perfeita adequação de todas as espécies. As componentes lúdica e científica são as que se destacam, pois todos os pontos do fluviário possuem informação acessível sobre os diferentes habitats ...

Anta de Pavia / Capela de São Dinis

Mora

Monumento funerário em granito e alvenaria, utilizado como capela. No altar-mor frontal podem ver-se azulejos setecentistas e barrocos. É uma das maiores da Península Ibérica.

Conjunto de Edifícios da Igreja Matriz de Brotas

Mora

Este conjunto de edifícios, semelhante a um bairro, dava apoio às peregrinações dos romeiros das Irmandades de Nossa Senhora das Neves. Todas as casas possuem dois pisos e algumas têm escadaria de acesso aos varandins. Pode ver-se ainda uma fonte, ...

Casa Museu Manuel Ribeiro de Pavia

Mora

Manuel Ribeiro de Paiva nasceu em Pavia, em 1910 e foi desenhador, aguarelista e ilustrador neorrealista. As suas ilustrações podem ser vistas em livros de escritores, como, por exemplo, Alves Redol. A temática das suas obras refere-se, sobretudo, ao Alentejo ...

Torre das Águias

Mora

Trata-se de um solar rural, fortificado, de planta quadrada, coroada de merlões recortados, do reinado de D. Manuel. A fachada principal dispõe-se em três registos, o primeiro marcado pelo vão do pórtico e os restantes pelos vãos de duas janelas ...

Parque Ecológico do Gameiro

Mora

Espaço situado junto ao Açude do Gameiro, na Ribeira da Raia. Este parque é dos pontos de interesse mais relevantes desta região, dada a diversidade de atrações e infraestruturas de que dispõe, das quais fazem parte o parque de campismo, ...

Praia Fluvial de Mora

Mora

Praia fluvial localizada em Ribeira da Raia, junto a Mora e é também o local da Pista de Pesca de Mora, dada a abundância das espécies piscícolas. Espaço com dimensões generosas e vegetação envolvente.

A Palmeira

Mora

A Palmeira, em Mora, é um restaurante com um apurado trabalho culinário, que já fizeram dele um espaço digno de visita. Com uma sala ampla e luminosa, devido às grandes janelas, aposta também na simpatia do serviço e na confecção ...

Afonso

Mora

O Afonso, em Mora, é um restaurante com mais de cinco décadas de portas abertas, que se orgulha de ter sido o grande vencedor de vários concursos de gastronomia organizados pela Câmara Municipal de Mora e pela Região de Turismo ...

Hotel Solar dos Lilases

Mora

Albergaria histórica, de apresentação cuidada, resultante da recuperação minuciosa de um antigo solar datado do século XIX, sem esquecer a adaptação necessária às necessidades deste tipo de espaços. Algumas das paredes interiores estão pintadas com frescos e são abobadadas. O ...

Cromeleque do Monte das Fontainhas Velhas

Mora

Espaço onde podem ver-se os restos de seis megálitos almendrados de granito que datam do início do quarto e meados do terceiro milénio a.C. Apenas três estão erguidos.

ver mais