A caminho de Marvão, o plano de viagem é simples: primeiro subir para depois contemplar. Ainda só está a aproximar-se e já começa a surpreender-se com a lindíssima estrada nacional entre Castelo de Vide e Marvão, conhecida como o “Túnel das Árvores”, ou “Alameda dos Freixos” e que muitos consideram a estrada mais bonita de Portugal. Vista ao longe, a fortaleza de Marvão impressiona. Fundada com o propósito de defender, percebe-se, pela sua privilegiada posição, porque foi tão bem-sucedida como a primeira linha defensiva do território português. Depois das curvas e do carro estacionado no exterior da vila-fortaleza, é tempo de caminhar e apreciar a Natureza em plena Serra de São Mamede. Como José Saramago escreveu na sua obra Viagem a Portugal, não é de admirar que do alto da Torre do Castelo de Marvão todo o viajante murmure respeitosamente: “Que grande é o mundo.” Em todo o território há uma relação de respeito entre as gentes e a Natureza. Terra de bom vinho, azeite, castanha e mel, poderá encontrar lojas onde apreciar e comprar alguns produtos da terra. Siga as dicas do All About Portugal e guarde um fim de semana para se encantar com esta vila.

Chegada a Marvão

O carro aqui não entra. Por isso, é com tranquilidade que, depois de atravessar as Portas de Ródão, pode caminhar pela Rua de Cima e apreciar o aglomerado medieval urbano de Marvão. Ao longo das ruelas sucedem-se as portas de arcos e muitas escadinhas. Escadinhas essas que dão acesso a alguns cafés e restaurantes com convidativas esplanadas, a partir de onde poderá apreciar a paisagem serrana.

Castelo de Marvão

É o destino principal desta viagem. Por isso, assim que estiver dentro das muralhas medievais, rume em direção ao Castelo de Marvão, cuja construção se pensa ter começado em 1299, e admire a magnífica paisagem a 360 graus. Também deste lugar Saramago, Nobel da Literatura, escreveu para a posteridade: “De Marvão vê-se a terra quase toda”.

Miradouro de Marvão

Ao longo das muralhas de Marvão qualquer ponto é um potencial miradouro para ter uma vista desafogada do horizonte. Mas há alguns pontos específicos que, pela ausência de obstáculos, se revelam sítios perfeitos para descobrir as melhores panorâmicas para as suas fotografias. Este em particular é um dos mais apreciados pelos turistas.

Jardim de Marvão

Tem sido óbvia a preocupação em criar jardins e espaços de lazer. Mas o jardim do Largo de Santa Maria é um dos mais bonitos e labirínticos. Além disso, é um espaço ideal para explorar em família, já que as crianças adoram, pois é possível passear pelos caminhos rodeados de sebe sem perder de vista o castelo e a magnífica paisagem. Uma experiência inigualável de contacto com a Natureza e o que a rodeia.

Museu Municipal de Marvão

A alguns passos apenas do jardim encontra o Museu Municipal de Marvão, instalado na Igreja de Santa Maria desde 1987. Aí pode ver obras de Arte Sacra, importantes vestígios arqueológicos provenientes de escavações efetuadas nas imediações e ainda um Núcleo de Etnografia.

Portagem

Não há guia turístico sobre Marvão que não faça referência à povoação de Portagem. Até as gentes locais sugerem esta localidade como referência para almoçar ou jantar. Se estiver calor, sugerimos um almoço na esplanada do Sever Restaurante, debaixo de uma refrescante ramada. Pode ainda passear na margem do Rio Sever até à Ponte Romana. Pelo caminho, encontra uma Piscina Natural muito concorrida também para banhos.

Estação de Marvão-Beirã

A apenas 10 quilómetros de Marvão, a freguesia da Beirã merece sem dúvida uma visita. É aqui que se situa a antiga Estação Ferroviária Marvão-Beirã, que pertencia à Linha do Leste. O comboio já não passa aqui, mas parte do edifício da estação foi, em 2013, convertido num simpático alojamento, o Train Spot Guesthouse, que preservou a traça do edifício do século XIX.

Rail Bike Marvão

Precisamente na antiga estação ferroviária de Marvão-Beirã, a Rail Bike Marvão criou uma ideia inovadora: explorar a região a pedalar pelos carris do comboio. É uma espécie de carrinho de rolamentos, mas em cima de carris. Esta é sem dúvida uma forma divertida e sustentável de conhecer a região: a pedalar. Com capacidade para duas pessoas, pode optar por dois percursos: “A Ponte” e “Castelo de Vide”, ambos de ida e volta. Sugestão: qualquer hora é boa para fazer o trajeto, mas se gosta de evitar altas temperaturas, inicie o percurso de manhã e aproveite para apreciar o canto matinal das andorinhas que fazem da estação a sua “casa”.

Passeio pelo Parque Natural da Serra de São Mamede

Território vasto e extenso, a Serra de São Mamede convida à realização de percursos pedestres, onde poderá encontrar ribeiras e prados verdejantes, ao contrário do que acontece noutras regiões do Alentejo, normalmente mais secas e áridas. Aventure-se e descubra as maravilhas naturais deste parque.

Cidade Romana de Ammaia

Se é apreciador de História, não perca a oportunidade de visitar as ruínas da antiga cidade romana de Ammaia, localizada em São Salvador de Aramenha. Realizaram-se inúmeras escavações arqueológicas neste sítio, cujo espólio poderá conhecer no Museu Cidade de Ammaia. Além disso, é a última paragem apropriada, já que antecipa o fim desta viagem e, como tal, o “descanso do guerreiro”.